O que é ser bruxa | Fernanda Filippini

O que é ser Bruxa?

Ser uma Bruxa é viver em harmonia com a natureza e tirar dela todas as lições e benefícios que pode oferecer, com amor e respeito.

A Bruxaria não procura adeptos. A pessoa sente um chamado, uma espécie de convocação, um retorno às origens.

Há muitas maneiras de tornar-se uma Bruxa.

Nos tempos antigos aprender a Arte era tão corriqueiro quanto aprender a cozinhar e era passada de mãe para filha.

Quem não teve uma avó que fazia um chá milagroso ou tinha uma simpatia específica?

Hoje em dia o mais comum é a pessoa interessada buscar informação em livros, fazer cursos ou estudar por conta própria.

Eu resisti muito ao caminho da bruxaria. Era um medo de que, se tivesse acesso às informações, eu as usaria em benefício próprio.

Por isso fugi dela durante muitos anos. Até que, mais consciente dos meus atos, senti este “chamado”.

Eu queria estar perto da natureza, conhecer seus princípios, ajudar as pessoas.

Comecei minha busca sozinha, procurando em sites e livros, entrando em grupos de bruxaria, conversando com Bruxas mais experientes – Morgana Dans e Rosea Bellator. Duas mulheres maravilhosas que me esclareceram muita coisa.

O que é preciso para ser uma Bruxa?

Em primeiro lugar – disposição para estudar e ler muito. Em segundo lugar – estudar e ler muito. Em terceiro lugar – estudar e ler muito.

Se você não gosta de estudar, procure outro caminho. O estudo de uma bruxa nunca termina.

Depois de estudar e entender os princípios é hora de colocar a mão na massa e fazer pequenos rituais para criar familiaridade.

Não tenha medo de errar, porque você vai errar!!! rsrsrs

Lembro do meu primeiro feitiço – como havia estudado muito quis fazer logo um ritual de luz cheia que tinha oferendas de comida, bebida, cristais e objetos para cada um dos Portais (Norte, Sul, Leste e Oeste).

Não lembro de todo o ritual, mas lembro que havia uma fatia de pão. Tinha também que queimar unas ervas no caldeirão.

E eu fazendo e lendo (sim coisa feia, mas não tinha conseguido decorar e estava ansiosa). Em um dado momento, coloquei o pão dentro do caldeirão, junto com as ervas e taquei fogo.

Volto para o meu celular (porque sou uma bruxa tecnológica) para ler os próximos passos do feitiço.

Quando me dei conta que o pão não era para queimar, era para comer!!!!

Fiquei desesperada, tirei o pão de dentro do caldeirão com um pegador. O coitado já estava meio esturricado, assoprei e comi!!! kkkkkk.

Hoje relembrando foi hilário. Derrubei uma das bebidas, foi uma “magia do caos” literalmente!!! Mas serviu como experiência.

O segundo ritual foi mais tranquilo. Por isso tente, vamos melhorando com o passar do tempo.

É preciso uma Iniciação?

Não. A iniciação não é necessária.

É normalmente usada na religião Wicca.

Porém, se desejar pode fazer um “Ritual de Passagem”, com uma auto iniciação, para marcar este evento.

Como começar na Bruxaria?

Tenho um post que descreve o caminho das pedras. Veja aqui.

Published On: 18 de abril de 2023Categorias: Bruxaria, Magia Natural

Compartilhe este artigo!

Magia Natural

Categorias

Fernanda Filippini

Fernanda Filippini

Trabalho com oráculos há mais de 25 anos e criei meu próprio método de ensino para formar um profissional completo. Sou Oraculista, Professora e Mentora de Tarot, Baralho Cigano e Runas Nórdicas.

Deixe um comentário

Depoimentos

“A Fernanda foi um presente! A didática com que conduz as aulas é espetacular. Sem dúvida, é o melhor curso de Tarot.”

Ana Carla

Ana Carla – BH, MG